FGTS + credito consignado: uma opção para Entrada da casa propria?

Veja como o FGTS+ credito consignado pode ser uma boa opção para a compra da sua casa própria, confira!

No mundo atual, as pessoas estão vendo nos imóveis um investimento  cada vez mais sólido. Seja ele para morar ou apenas investir, a venda de imóveis ainda ocupa um bom lugar no mercado. No artigo de hoje, vamos mostrar como o consignado pode ser usado junto com o FGTS para que você dê uma boa entrada em seu imóvel. Acompanhe conosco.

O que é o crédito consignado?

O empréstimo consignado é uma modalidade de empréstimo pessoal, cujo pagamento é descontado diretamente do contracheque ou do benefício recebido pelo INSS (no caso de beneficiários aposentados ou pensionistas). Ele se tornou um prduto líder de mercado, pois os juros cobrados são bem baixos e acaba sendo bom também para a empresa pois a inadimplência se torna inexistente

fgts consignao imovel

O processo é relativamente simples, sendo necessário ao solicitante do crédito portar:

– RG | CPF | comprovante de residência | contracheque.

Em geral, não é preciso ser correntista do banco em que se queira pedir o empréstimo consignado. Apenas no caso de funcionários de empresas privadas, é preciso que haja vínculo entre as instituições.Aposentados e pensionistas também não precisam necessariamente fazer o pedido do empréstimo na Caixa Econômica Federal. O cliente é livre para escolher a instituição com menores taxas e maiores benefícios.

Existe um limite de valor no crédito consignado?

O Banco Central tem restrições sobre o consignado. Segundo ele, o valor da parcela do empréstimo consignado não deve ultrapassar 35% do salário ou do benefício.

Por exemplo, se você recebe o salário mínimo, de R$ 937, o valor da parcela não deve ultrapassar R$ 328. Esse valor é calculado para que o seu salário não seja comprometido, e você consiga manter uma vida financeira saudável.

FGTS + credito consignado

Uma regra recente da caixa, tornou o uso do FGTS+ consignado uma boa pedida. Segundo o Ministério do Planejamento, as novas regras para a garantia do FGTS têm como objetivo aproximar as taxas do crédito consignado oferecido aos trabalhadores da iniciativa privada às cobradas aos servidores públicos. Em junho deste ano, os juros médios da modalidade estavam em 2,83% ao mês para os clientes do setor privado e 1,75% para aqueles do público.

Pelas normas, na assinatura de contratação do financiamento consignado, a Caixa criará uma conta à parte com 10% do valor do FGTS do trabalhador da iniciativa privada mais o equivalente à multa de 40% por demissão sem justa causa. A quantia ficará separada da conta do FGTS do cliente até que o empréstimo seja quitado, mas continuará a render normalmente, sendo usado somente para cobrir eventuais calotes.Conclusão

Bom pessoal, esperamos que as dicas tenham sido úteis e que consigam com sucesso implementar

Sugestões e dicas podem ser deixadas nos comentários

 

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *