6 Formas Para Usar o FGTS da Melhor Maneira – Confira Aqui!

Aqui, você tira as suas principais dúvidas sobre o FGTS, e ainda confere as 6 melhores formas para usar o FGTS, e fazer o dinheiro render.

Se você quer conhecer 6 formas para usar o FGTS da melhor maneira, então leia até o final. Pois elaboramos um guia completo, com todas as informações que você precisa. Confira ainda como entrar em contato com a Caixa, para esclarecer todas as eventuais dúvidas.

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), é um direito do trabalhador previsto por lei, cujo saque pode ser em alguns momentos específicos.

O empregador deve depositar todo mês o valor, e este deve corresponder a 8% do salário do funcionário, mas sem nenhum desconto no seu salário. Pela lei, esse fundo funciona como uma reserva financeira para o trabalhador. 

Porém, não é possível sacar o valor a qualquer momento. Assim como também não pode efetuar o saque integralmente quando quiser.

Para saber mais sobre o FGTS, continue lendo nosso artigo e entenda como funciona o saque, os valores que o trabalhador pode sacar, e como usar o FGTS da melhor forma.

Como Funciona o Saque do FGTS?

A regulamentação do saque do FGTS é feita pela Caixa Econômica Federal. Portanto, é ela quem determina quando e como pode ser feito o saque do FGTS.

Para sacar o FGTS, o trabalhador ou seu representante deve fazer o pedido antes. É bom procurar no site da Caixa Econômica a lista de documentos necessários para fazer a solicitação. Para isso, basta clicar aqui.

Contudo, cada caso, que explicaremos melhor no próximo tópico, exige uma documentação específica.

Dessa forma, ao ter a solicitação aceita, o trabalhador que tiver o Cartão do Cidadão só precisa se dirigir a um terminal de autoatendimento, casa lotérica, salas de autoatendimento ou Correspondentes Caixa Aqui. Porém, isso é válido nos casos em que o saque é de até R$1.500,00.

 Para saques acima desse valor, ou em casos de o trabalhador não ter o Cartão Cidadão, o saque deve ser feito nas agências da Caixa ou em bancos conveniados.

A única exceção desses casos é quando ocorre uma rescisão do contrato de trabalho. Nesse caso, o empregador deve avisar para a Caixa Econômica Federal. Então, passados cinco dias úteis, o trabalhador pode retirar o dinheiro, ao apresentar os documentos necessários na Agência da Caixa, os quais a empresa irá fornecer.

Quando o FGTS Pode Ser Sacado?

Normalmente, o saque do FGTS pode ser feito de uma maneira bem simples. Os momentos para o saque, porém, são bem específicos. Como já falamos acima, os saques são regulamentados pela CEF, tanto o saque quanto as circunstâncias em que os saques podem ser feitos. Enfim, vamos explicar mais sobre essas particularidades abaixo.

  • O trabalhador tem direito de sacar o FGTS em caso de rescisão do contrato em casos de falência, nulidade do contrato ou falecimento do empregador.

  • Quando o contrato com prazo determinado acaba ou há demissão sem justa causa.

  • Por fim, tratando-se de rescisão de contrato, quando há a rescisão por motivos de culpa recíproca ou força maior também pode retirar o FGTS.

  • Além disso, quem teve o Trabalho Avulso suspenso também pode sacar o FGTS.

  • Do mesmo modo, em casos de trabalhadores que ficam pelo menos 3 anos sem crédito depositado, também há o direito ao saque do FGTS.

  • Quem se aposentou ou tem idade igual ou superior a 70 anos, também pode realizar o saque. Em casos de doenças, como portadores do HIV, quem possui tumor maligno ou doença em estado terminal, o direito ao saque é concedido.

  • Se você está passando por uma emergência devido a um desastre natural, e que o Governo Federal reconheça como emergência, também pode realizar o saque do FGTS.

  • Enfim, se o trabalhador precisa do dinheiro para amortizar ou liquidar dívidas de financiamento para habitação própria, ou para adquirir a casa própria, ele também pode utilizar o FGTS para isso.

Quais São as Formas de Usar o FGTS?

A educação financeira no Brasil ainda não é uma realidade para a maioria dos trabalhadores. Sendo assim, ao receber o dinheiro do FGTS, muitos acabam gastando sem pensar em alguns benefícios a longo prazo.

Para quem receberá o FGTS em breve, ou já está com o dinheiro nas mãos, confira nossas 6 dicas para melhor aproveitamento do dinheiro:

1 – Investir em um negócio próprio

O FGTS pode ser uma ótima renda para muitos brasileiros conquistarem o tão sonhado negócio próprio. Para isso, é possível usá-lo como um investimento para pagar as taxas de abertura, assim como a compra de possíveis equipamentos.

O investimento demanda alguns cuidados, e você deve estar preparado para possíveis gastos que surjam no meio do caminho. Além disso, você deve saber o mínimo sobre o nicho de mercado que você está entrando, para evitar que o dinheiro seja desperdiçado.

2 – Fazer um investimento

investimentos

Como, normalmente, os investimentos são a longo prazo, o ideal é que quem opte por essa escolha, tenha alguma folga financeira para poder esperar os frutos. O investimento deve ser de acordo com o seu perfil de investidor.

Afinal, há opções para os 3 tipos: conservador, moderado e arrojado. O ideal é que os investidores conservadores, por exemplo, escolham o investimento em renda fixa. Pois é mais fácil prever o valor do retorno no final.

Os perfis moderados encontram opções com maior rentabilidade, mas com menos variações. Por fim, os arrojados podem investir em renda variável com maior rentabilidade.

Procure saber mais sobre o seu perfil, e as previsões para cada investimento. Além disso, se não souber muito do assunto, você pode buscar conselhos de um profissional.

3- Pagar as dívidas é mais uma das formas para usar o FGTS

O FGTS pode ser a salvação para quem está com o nome sujo. Com os juros acumulando, nada melhor do que buscar uma renegociação, e quitar as dívidas para limpar o nome, certo?

Por isso, procure estabelecer uma lista com as suas prioridades financeiras, dando maior urgência para as dívidas mais altas. Então, com a lista pronta, procure os credores e negocie a situação da sua dívida, tentando pagar o que for possível à vista para evitar que tudo vire uma bola de neve de novo.

4 – Criar um fundo de emergência

Imprevistos sempre ocorrem, e nada melhor do que ter um valor disponível para solucionar as crises que surgem de repente. Pensando nisso, guarde uma parte do saldo do FGTS em uma reserva de emergência.

Com essa reserva, você pode resolver qualquer problema que aparecer de repente. Porém, atente-se que os problemas devem ser emergenciais, ou você vai acabar gastando tudo comprando tudo o que encontrar.

Justamente para não gastar tudo, coloque o dinheiro na poupança, ou aplique em um investimento de baixo risco. Dessa forma, o dinheiro continua rendendo, e você não fica tentado a gastar tudo.

5 – Investir nos estudos

Estudos nunca são gastos, mas sim investimentos. Com o dinheiro do FGTS, você pode investir em educação de qualidade e que falta para dar um upgrade no seu currículo. Procure por especializações, graduações e ensinos de idiomas, por exemplo.

6 – Aplicar em consórcios de imóveis é outra forma de usar o FGTS

Quem procura uma moradia própria pode usar o FGTS. No caso de consórcios de imóveis, várias pessoas que desejam comprar o mesmo bem, pagam pequenas parcelas.

Sendo assim, com o Fundo de Garantia, fica mais fácil conquistar a tão sonhada casa própria, seja por meio da amortização do valor, ou para aumentar sua folha de crédito.

Enfim, agora que você já sabe quais são as melhores formas para usar o FGTS, não espere mais, e faça o seu dinheiro trabalhar para você!

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *